Papa assina decreto de beatificação de Irmã Dulce

Agência Reuters

O papa Bento XVI assinou na última sexta-feira, 10 de dezembro, a promulgação do decreto de beatificação de Irmã Dulce, último passo antes da canonização, informou a associação Obras Sociais Irmã Dulce.

O processo para a beatificação de Irmã Dulce foi iniciado em 2000.

Com a beatificação, o Vaticano reconheceu um milagre que teria ocorrido por intercessão de Irmã Dulce: a recuperação de uma mulher desenganada depois do parto, em 2001. É necessária a confirmação de um segundo milagre para que o beato vire santo.

Se canonizada, ela pode se tornar a primeira santa de nacionalidade brasileira. Madre Paulina, canonizada em 2003, viveu no Brasil, mas era italiana de nascimento.

Irmã Dulce morreu em março de 1992, aos 77 anos, após dedicar grande parte de sua vida ao atendimento à população carente de Salvador.