Cartas - 2020 - Página 3

O que vence toda manhã

Cartas

Médico num hospital durante a pandemia, uma situação impensável para a qual acreditava estar preparado. Mas logo vieram o desconforto e a sensação de inutilidade. No entanto, «eu me dava conta de que algo dentro de mim resistia»

Nem as proteções podem atrapalhar o coração

Cartas

Cuidados intensivos no hospital de Cagliari, lutando contra o Coronavírus. Qualquer gesto que antes era rotineiro agora pode converter-se numa Graça. A experiência de um médico

«Com todos, nós compartilhamos a mesma pergunta»

Cartas

Um professor se conecta por vídeo com um grupo de estudantes muçulmanos. Falam do medo, das preocupações e do fechamento das escolas. Logo alguém introduz a questão de Deus, e do sentido desta provação

«Todo homem vale»

Cartas

Diante da possibilidade do contágios por coronavírus dentro dos presídios, um juiz precisa tomar decisões que vão além das ideologias para preservar as vidas, atento «à voz de Cristo que me fala baixinho ao ouvido»

Uganda. «O que me falta ficando em casa?»

Cartas

Medidas restritivas também em Uganda. Com a universidade parada e as provas canceladas, a vida corre relaxada na internet. «Numa situação quase perfeita sob certos aspectos, até que o coração começou a gritar..»

«Os olhos de Deus sobre o meu povo»

Cartas

Quarenta e cinco caixões no lugar dos bancos de uma paróquia de Bérgamo. O relato de um jornalista chamado a contar o drama de sua terra e de seu povo: «Não estão sozinhos, não estão abandonados...»

Amedeo Capetti

Carta enviada da trincheira

Cartas

Numa carta enviada ao jornal Il Foglio em 18 de março, a experiência de um médico no meio dos doentes do hospital “Sacco” de Milão, onde desapareceu até o lamento.

Argentina. As circunstâncias são a nossa vocação

Cartas

Ao ler na carta de Carrón que os Exercícios da Fraternidade foram suspensos, o trabalho da secretaria do Movimento começou a cambalear. Um telefonema para suas colegas italianas lhe permitiu começar a olhar a realidade de frente

«Dizer sim a tudo o que me é pedido»

Cartas

Um cirurgião em Milão. Sua especialidade não é infectologia. Por isso, nesta situação de emergência, sente-se “à margem”. E pergunta-se: “Qual é a minha contribuição?”

O streaming não pode esconder a escuridão dentro de ti

Cartas

O telefonema de um amigo de quarentena. A lembrança de umas férias nos lugares de São Bento e a pergunta do salmo: «Há um homem que quer a vida e deseja dias felizes?» Que nem sequer as tentativas de permanecer em contato podem censurar

Uma pergunta na enfermaria: «Quem é você?»

Cartas

Uma enfermeira que trabalha com pacientes positivos do Covid19. Os gritos de uma mulher ao telefone. Um padre velhinho assustado. Dois episódios em que, no meu trabalho, «Cristo me perguntou: “Você tem medo? Confia em mim?”»

Existe algo que nos salve do nada?

Cartas

«A gestão da liberdade durante estas semanas constitui um desafio que põe à prova o meu medo de perder tempo». A carta de um aluno após a suspensão das aulas presenciais em Madri devido ao coronavírus.

A vontade de responder à realidade é mais forte

Cartas

Não poder encontrar-se, não poder ir à missa. Para Elisa e Laura, o verdadeiro desafio não é encontrar-se “mesmo assim” ou “apesar” do que está acontecendo. Mas tentar ficar diante de uma provocação: que passo nos é pedido?

Fechados em casa, sem parar a vida

Cartas

O estudo para a tese sem amigos, nada de Escola de Comunidade, nenhum momento de encontro. Será ainda possível continuar a experiência do Movimento? Federico descobriu que, mesmo com as restrições do Coronavírus, tem todos os instrumentos para o caminho

Venezuela. Seguir o que acontece

Cartas

Provocado por «como vivem lá onde vivem» os amigos da comunidade venezuelana de CL, decidiu viajar para lá assim que pôde. «Tudo o que vi pode ser fruto da capacidade de alguns homens comprometidos com sua sociedade?»

«O vírus? Uma lente de aumento sobre mim»

Cartas

Estresse, incompreensões, reclamações dos pacientes. Num departamento que virou um hospital de campo, Luisa se sente afundando nas dificuldades do trabalho de enfermeira. E se pergunta: «O que muda ser cristã?»

Uma "Escola de Comunidade" 2.0

Férias (forçadas). Tempo de liberdade

Cartas

As aulas foram suspensas por medidas preventivas ao coronavírus. Alguns colegiais organizaram sua reunião semanal “à distância”, conectando-se pelo celular. O isolamento, a tentação de perder tempo, o valor da amizade...

Argentina. Um abraço que constrói a novidade

Cartas

Muitas vezes no trabalho as relações podem “esquentar” além da conta. Como construir algo novo no lugar onde passamos tantas horas todo dia? Com esta pergunta, Guillermo foi às férias do Movimento