Vai para os conteúdos
Logo Tracce
Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Compartilhar no Linkedin   MySpace

DOCUMENTOS

Escola de Comunidade com Julián Carrón / 21.jun.2017 / Introdução Exercícios da Fraternidade

29/6/2017 - Reunião realizada em Milão.Quarta-feira, 21 de junho de 2017. Texto de referência: J. Carrón, Introdução dos Exercícios da Fraternidade de Comunhão e Libertação 2017: O meu coração é feliz porque Tu, Cristo, vives.

Carrón: “Que amargura, meu amor / ver as coisas como as vejo” (C. Chieffo e M. Neri, “Amare Ancora”, Cantos, pp. 315-316), às vezes, reduzimos a vida, a realidade àquilo que conseguimos ver. Porém, que alívio poder reconhecer que “bastaria [..] voltar a ser [como] crianças [...] / e lembrar que tudo é dado”, desde o início de cada manhã. Como é verdade o que lembramos nos Exercícios, que sem um movimento nosso a realidade nos esmaga, nos esmaga como uma placa de chumbo, e então começa o formalismo. Se não há um movimento da nossa liberdade, instaura-se o formalismo. Como dizia a carta que citei na Introdução dos Exercícios: “Não me basta aderir mecanicamente a um aviso” para que a vida renasça. Ao contrário, “a vida é bela porque em cada dia há uma possibilidade de relação com o Mistério e tudo pode tornar-se um desafio para descobri-lo e receber um ‘a mais’ para mim” (p. 7)...

Texto integral disponível em PDF.
(clique sobre o ícone à esquerda para baixar o arquivo)


PDF | Escola de Comunidade 21/06/2017
330,19 KB

Outras notícias

 
 

Credits / © Sociedade Litterae Communionis Av. Nª Sra de Copacabana 420, Sbl 208, Copacabana, Rio de Janeiro - RJ
© Fraternità di Comunione e Liberazione para os textos de Luigi Giussani e Julián Carrón

Volta ao início da página