Vai para os conteúdos
Logo Tracce
Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Compartilhar no Linkedin   MySpace

ARTE

“A Busca em Movimento”

por Caroline Baptista
10/11/2015 - Oito animações, as quais remetem a busca do homem pelo sentido da vida, suas reflexões e caminhos sobre o percurso do Senso Religioso

No domingo, dia 11 de outubro, no auditório da Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, logo após a palestra “A beleza do mistério do Universo” com o físico Arthur Moraes, o Mestre em Design e Professor da Universidade Veiga de Almeida, Gabriel Cruz, exibiu a mostra “A Busca em Movimento”. Após a exibição dos oito curtas-metragens, Gabriel explicou brevemente cada um, ligando-os ao tema do Rio Encontros: O destino do homem é a beleza.

O primeiro filme foi Miudinho (Brasil, 2014) de Cláudio Roberto. “Totalmente digital, o curta retoma a questão do Gênesis, do início, da criação das coisas”, comenta Gabriel. E complementa: “Sua primeira parte é mais abstrata, é tudo escuro, faz-se uso do preto e branco, mas depois surge o colorido”.

A segunda animação foi o curta canadense Neighbours (Canadá, 1952) de Norma Mc Lauren. Dois homens aparentemente amigos se encantam pela beleza de uma florzinha amarela que brota próxima a eles. Inicialmente, os dois sabem partilhar a flor, porém até surgir a ideia de posse, quando passam a competir por ela. “Se prender a beleza das coisas acaba nos destruindo. Ame o próximo” é a mensagem principal desta obra.

De um ambiente totalmente hostil, a vida brota e floresce, foi o que vimos em seguida no curta A Rosa (Brasil, 2005) de Gordeeff. A animação computadorizada 2D relembra que “a beleza pode surgir de algo que não é tão belo na realidade. Que a beleza surge de um desejo” disse o curador.

Em Eu queria ser um monstro (Brasil, 2009) de Marão, um garotinho diante dos obstáculos causado pela bronquite deseja ser um monstro para ser maior, mais forte, ou seja, fugir da realidade que lhe é dada — coisa que todos, muitas vezes tentamos fazer frente aos problemas. Ao se deparar com uma nota ruim na escola e receber a ajuda do pai nos estudos, ele identifica a beleza em sua vida e deseja não ser mais um monstro, mas igual ao seu pai. “A beleza está nas pequenas coisas, nos pequenos gestos”.

O quinto filme, Guida (Brasil, 2014), considerado o melhor curta no ADC, principal festival de animação do mundo, de Rosana Urbes, “retrata nossa busca na realidade pela beleza. Nossa busca por um olhar o que faz a personagem principal ‘subir’ ao ser modelo para pintura de telas”. Ela que se depara com o reflexo do tempo em seu corpo, nas rugas, personifica o nosso desejo de beleza que nunca morre.

No videoclipe de Frejat, Segredos (Brasil 2002), produzido pelo Estúdio Consequência, o cantor passa a vida procurando por um beleza, por um amor que lhe preencha por completo, mas não acha. “Vivemos da busca. A beleza está além daquilo que podemos ver”. Na animação de massinha Pax (Brasil, 2005) quatro religiosos se reúnem para discutir a violência do mundo atual e encontrar uma resposta para isso, porém acabam discutindo entre si. “Ao encontrar a ‘solução’ que seria criar uma ONG surge a figura do mal aparece representando-a, pois seria o único neutro na história”. O diretor através do humor faz uma crítica à situação atual.

Em Natividade (nome original Rozhdestvo, Russia, 1996) de Mikhail Aldashin , “o mistério que buscamos se mostrou na realidade: Jesus Cristo”. O professor ressalta a simplicidade da Virgem mãe de Deus dando o exemplo dela estendendo roupa no varal. A história do filme gira em torno da escolha de Maria para ser mãe e do nascimento do menino Jesus.

A última exibição da mostra, Calango Lengo: Morte e vida sem ver água (Brasil, 2008) de Fernando Miller, arrancou risadas do público. Calango Lengo, nordestino, tem que cumprir seu destino, sem ter o que pôr no prato. E na seca não há outra sorte a não ser fugir da morte, como foge o rato do gato. Calango reza a Nossa Senhora Aparecida pedindo ajuda que lhe atende e muda sua trajetória. Gabriel Cruz encerra a apresentação com o comentário: “O abraço a realidade e a busca pela beleza é algo tão significativo que até uma situação como a fome pode abraçar o Mistério”.

Outras notícias

 
 

Credits / © Sociedade Litterae Communionis Av. Nª Sra de Copacabana 420, Sbl 208, Copacabana, Rio de Janeiro - RJ
© Fraternità di Comunione e Liberazione para os textos de Luigi Giussani e Julián Carrón

Volta ao início da página