Vai para os conteúdos
Logo Tracce
Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Compartilhar no Linkedin   MySpace

OS FATOS

Quando o canto vira oração

por Carol Prates
20/10/2016 - O tenor Andrea Bocelli se apresentou na Basílica de Aparecida para dar início às comemorações pelos 300 anos da imagem da Padroeira do Brasil
Andrea Bocelli.
Andrea Bocelli.

No dia 15 de outubro, o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo, foi literalmente palco de um espetáculo musical protagonizado pelo tenor italiano Andrea Bocelli, um dos maiores e mais carismáticos da atualidade. O evento, chamado de ‘Primavera Musical no Vale’, faz parte das comemorações dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida por pescadores no porto Itaguaçu, no rio Paraíba do Sul, em 1717.

O concerto, que teve início às 19 horas e entrada franca, foi idealizado pela Arquidiocese de Aparecida, que dedicou ao evento um espaço dentro da própria basílica, em frente à Tribuna Bento XVI, que serviu de palco. Antes do espetáculo, Dom Damasceno, Arcebispo de Aparecida, celebrou uma missa campal e, durante a homilia, fez menção especial ao tenor, citando os princípios que Andrea teria revelado como orientadores da sua vida. “A família, como ele [Andrea] disse, é insubstituível na transmissão de valores humanos e cristãos para os filhos, e a música como forma de rezar”. Para o Arcebispo, o concerto foi uma verdadeira forma de oração: “Como disse Santo Agostinho, quem canta reza duas vezes”.

Com letra de Renato Teixeira e famosa na voz de Elis Regina, a canção “Romaria” foi escolhida pelo cantor sertanejo Daniel para abrir o show, emocionando o público e homenageando, em especial, os peregrinos. Daniel, que não escondeu a comoção por cantar ao lado de Andrea Bocelli, também fez um dueto com o tenor nas canções Ave Maria, de Schubert, e Con Te Partirò, um dos clássicos de Bocelli e muito aguardada pelo público. “Foi uma noite inesquecível que ficará marcada na minha história pessoal e não só na minha carreira. Dividir o palco com ele e poder conhecê-lo foi a realização de um sonho”, contou ao site Acidigital Daniel, que revelou também ser devoto de Nossa Senhora Aparecida, a quem atribui o encontro.

O cantor sertanejo não foi o único a se comover ao dividir o palco com Andrea Bocelli; o tenor também cantou ao lado da soprano cubana Maria Aleida e da violinista norte-americana Caroline Campbell. Panis Angelicus, Ave Maria de Gounod e Agnus Dei de Bizet fizeram parte do repertório de músicas sacras elaboradas para a ocasião, levando o público estimado em 70 mil pessoas a ovacionar de pé o tenor e seus convidados. Ao mesmo tempo, clássicos como Vivo per Lei, em dueto com Maria Aleida, Vivere e Nessun Dorma, da ópera Turandot, foram recebidos com gritos e lágrimas. Nem a soprano conseguiu esconder a emoção: Maria Aleida, que já cantou com o tenor e está participando da turnê brasileira, cantou com os olhos cheios de lágrimas e parecia tentar segurar o choro em alguns momentos. Mais de 130 vozes do Coral Jovem e do Coral Juvenil do Projeto Guri acompanharam o concerto juntamente com a Orquestra Jovem do Estado de São Paulo.

Ao final do show, Andrea voltou ao palco duas vezes para o bis. Em seguida, quis expressar ao público a importância daquele momento. “Creio que seja um privilégio indescritível cantar e, contemporaneamente, rezar diante de um símbolo tão importante para toda a cristandade”. O tenor também fez questão de agradecer a todos que participaram do evento: músicos, convidados e, em especial, ao público. “Agradeço, sobretudo, a todos vocês, pelo seu tempo e pelo seu afeto, por terem desejado estar aqui para me escutar e, se me permitem, para rezar comigo”, disse o tenor, que durante todo o concerto trouxe no pescoço o terço que recebeu de Dom Damasceno e que lhe havia sido presenteado pelo Papa Francisco. Além do terço, Andrea recebeu das mãos do Arcebispo uma imagem de Nossa Senhora Aparecida.

A “Primavera Musical no Vale” foi um evento patrocinado pela Secretaria de Cultura de São Paulo, pelo Colégio Vértice e pelo Governo do Estado de São Paulo. As comemorações em Aparecida se estendem até 2017, quando a imagem completará 300 anos.


Abaixo, momento do show. Fotos de André Velozo.





Outras notícias

 
 

Credits / © Sociedade Litterae Communionis Av. Nª Sra de Copacabana 420, Sbl 208, Copacabana, Rio de Janeiro - RJ
© Fraternità di Comunione e Liberazione para os textos de Luigi Giussani e Julián Carrón

Volta ao início da página