Vai para os conteúdos
Logo Tracce
Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Compartilhar no Linkedin   MySpace

OS FATOS

O outro lado do Museu da República

por Caroline Baptista
7/6/2013 - Cultura e lazer reunidos em um único lugar
Museu da República
Museu da República

O Museu da República localizado no Catete, Zona Sul do Rio, ocupa o antigo Palácio Nova Friburgo, nome utilizado no período Imperial. Foi na época da República que passou a ser conhecido como Palácio do Catete, sendo durante 63 anos, o coração do Poder Executivo no Brasil.

O lugar serviu de residência para o presidente Getúlio Vargas e o quarto em que ele se suicidou continua intacto, sendo um dos principais atrativos do museu, que foi inaugurado em 1960. Tornou-se símbolo do poder econômico da elite cafeicultora escravocrata do Brasil do século XVIII e hoje abriga a pesquisa e difusão da história republicana.

Porém, o museu não é só uma fonte histórica ou de cultura, sendo também uma fonte de lazer. Ao lado da entrada do museu há um grande portão que nos leva para um ambiente confortável e seguro frequentado por todas as idades de segunda a domingo, das oito da manhã às oito da noite.

O parque permite a realização de atividades físicas como caminhadas e os bancos e mesinhas espalhados são uma ótima opção para quem quer ler, jogar e relaxar estando em contato com a natureza ao mesmo tempo. Cada cantinho, especialmente a gruta, são lugares lindos para tirar fotos sendo um dos lugares preferidos para books fotográficos de 15 anos, gravidez e casamento. Para as crianças o parquinho e animais como micos e patos são uma grande atração, além do espaço para correr e brincar à vontade.

Os idosos se divertem com as serestas realizadas por eles mesmos desde 1998, onde são tocadas desde músicas mais antigas até as mais atuais. Uma oportunidade para fazer novas amizades e mostrar o seu talento sem ter vergonha. Segundo uma das organizadoras, Ditinha Viana, para aqueles que querem se apresentar basta “se levantar, ir ao meio da rodinha e soltar a voz”. A dica para aqueles mais tímidos é se juntar ao grupo e cantar, viajando nas recordações que cada música traz. Para os que tocam algum instrumento é só chegar sem receio. As serestas acontecem geralmente de 18h às 20h, tendo o horário ampliado durante os finais de semana.

Além de pequenas exposições, o parque possui também uma lanchonete, um cinema que exibe tanto filmes selecionados para poucas salas como os de grande circuito, uma pequena livraria e estacionamento para aqueles que optarem ir de carro ao local. A entrada no parque é gratuita e a visitação ao museu custa R$ 6,00, exceto quarta-feira que é de graça.




















Outras notícias

 
 

Credits / © Sociedade Litterae Communionis Av. Nª Sra de Copacabana 420, Sbl 208, Copacabana, Rio de Janeiro - RJ
© Fraternità di Comunione e Liberazione para os textos de Luigi Giussani e Julián Carrón

Volta ao início da página