Vai para os conteúdos
Logo Tracce
Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Compartilhar no Linkedin   MySpace

Passos N.196, Outubro 2017

EDITORIAL

A necessidade de um olhar novo sobre as circunstâncias

O mês de setembro teve a visita de Pe. Julián Carrón ao Brasil. Num diálogo com a comunidade de São Paulo, transmitido para 16 cidades do país, o Presidente da Fraternidade de Comunhão e Libertação respondeu a algumas questões e se deixou tocar pelos testemunhos que ouviu. Uma provocação a se colocar a pergunta que usamos na capa desta edição: o que sustenta a sua vida?
“Dois anos atrás muitos entre nós viram aquele vídeo de Myriam, uma menina da Síria, que tinha vivido a situação de o Estado Islâmico ter destruído a sua cidade e agora estava num campo de refugiados. E vimos que aquela garota de 11 anos estava determinada pela presença de Cristo com uma certeza que a gente desejaria que os nossos filhos tivessem. Uma situação como essa é desafiante porque nos revela se o ponto de apoio das nossas vidas é a presença de Cristo ou as circunstâncias ao redor”, afirmou Carrón. O vídeo de Myriam encontra-se no Youtube. Podemos notar nessa menina a mesma alegria testemunhada por Pe. Aurélio durante a assembleia com Carrón. Ele, que tem mais de 75 anos, continua a aprender e se maravilhar com o Acontecimento de Cristo, aqui e agora.

Exemplos deste modo de olhar as circunstâncias também não faltaram no Meeting de Rímini, que realizou sua 38º edição, no final de agosto, com o tema “O que herdaste de teus pais, reconquista-o, para possuí-lo”. Em mensagem enviada ao Meeting, o Papa Francisco alertou sobre “o Alzheimer espiritual”, o esquecimento do nosso relacionamento pessoal com Deus. O medo, a incerteza existencial que muitas vezes nos deixa sem ar e quebra nossas pernas nasce daí: “Se nos esquecemos do nosso encontro com o Senhor, não temos mais certeza de nada”. A salvação passa por “uma única estrada: manter atuais as origens, o ‘primeiro Amor’, que não é um discurso ou um pensamento abstrato, mas uma Pessoa”. É preciso “voltar ali, àquele ponto incandescente no qual a Graça de Deus me tocou”.
Como evidenciado durante o VI Fórum Nacional da CdO, que teve como tema “Não uma época de mudanças, mas uma mudança de época” esse também deve ser é o ponto de partida para viver os desafios e oportunidades de uma realidade em transformação, que tem impactado relação entre as pessoas, a organização das empresas e as obras sociais.

Em sua recente viagem apostólica à Colômbia, para a Conferência Episcopal da América Latina, ficou claro, mais uma vez que as palavras e os gestos do Papa não deixam ninguém indiferente, nem mesmo o líder das Farc’s, Rodrigo Londoño, que escreveu a Francisco: “Vi homens, mulheres e crianças chorarem de emoção, pois admiram a sua bondade e a luz de seus olhos. Deus está com o senhor, não há dúvida. Desde o seu primeiro passo no meu país, percebi que algo pode mudar”.
O número de Passos que têm nas mãos narra eventos, mas também dá voz a outros encontros nos quais essa “necessidade de Deus”, explícita ou não, torna-se o ponto focal de um diálogo precioso. Boa leitura. E boa busca.

 
 

Credits / © Sociedade Litterae Communionis Av. Nª Sra de Copacabana 420, Sbl 208, Copacabana, Rio de Janeiro - RJ
© Fraternità di Comunione e Liberazione para os textos de Luigi Giussani e Julián Carrón

Volta ao início da página